CÂNCER DE MAMA: ‘Camaçari tem demanda reprimida na saúde da Mulher’, denuncia Luiza Maia

Em Camaçari, durante quatro dias e meio, mais de 1 mil mulheres fizeram exames de mamografia, gratuitos, graças às unidades móveis de Rastreamento do Câncer de Mama, programa do governo do estado que esteve sediado na Associação de Moradores da Gleba E até este sábado (04). Para a deputada Luiza Maia (PT), este cenário prova que o município tem uma demanda reprimida no atendimento à saúde da mulher, tanto que o governo precisou enviar duas carretas do programa para atender a intensa procura.

“A efetividade deste programa deixou claro que, de um lado, temos a sensibilidade e compromisso do governador Rui Costa, que estendeu os dias de atendimento e o número de unidades móveis. E, do outro lado, desnuda o caos na saúde pública instaurada pela gestão municipal do DEM, dos aliados de Temer e Geddel”, afirmou a parlamentar.

A deputada destacou ainda que o programa é de extrema importância na luta de prevenção a esta doença: “Uma pena que o prefeito e seu secretário de Saúde, além da falta de compromisso com o povo, ainda tentaram desqualificar está ação. Ficaram desesperados e incomodados com o sucesso da nossa tarefa”.

O realização do evento foi uma parceria da Secretaria de Saúde do estado com o Movimento Mulheres em Ação, a Associação de Moradores da Gleba E, a Paróquia São Tomé Apóstolo, BCS -PHOC 2 e com a ONG Casa de Luzia.

 

*Texto/Edição: Freitas

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*