Combate integrado ao racismo institucional é debatido na Alba

Críticas ao mito da democracia racial e uma maior valorização ao Dia da Consciência Negra, em detrimento à Abolição da Escravatura. Esse foi o principal debate pautado no Seminário de Democracia e Direito na Contemporaneidade: “Racismo Institucional +20 de novembro -13 de maio”, realizado nesta quarta-feira (10), na Assembleia Legislativa da Bahia.

Mesa debatedora.

“A ONU afirmou em estudos que o Brasil não pode ser chamada de ‘democracia racial’, segundo a entidade o país pode ser caracterizado por um ‘racismo institucional, em que hierarquias raciais são culturalmente aceitas’. Temos maioria da população negra, mas a participação deles na economia, no mercado de trabalho e na faixa salarial é inferior aos não negros. É contra a institucionalização do racismo que precisamos lutar”, disse a deputada Luiza Maia (PT), presidente da Comissão dos Direitos da Mulher.

Reitor José Bites e a dep. Luiza Maia.

Já a secretária estadual de Promoção da Igualdade Racial, Fábia Reis, destacou que o racismo institucional foi, ao longo do tempo, desde a abolição desassistida da escravatura, foi “se cristalizando dentro das instituições”, públicas e privadas.

Os debates continuam na quinta-feira (11).

O deputado Bira Coroa (PT), presidente da Comissão de Especial da Reparação Racial, falou do protagonismo da Uneb nesta discussão: “Foi a primeira universidade a implantar as cotas raciais e sempre buscou ações afirmativas para negros e povos indígenas”.

Secretária Fábia Reis e a dep. Luiza Maia.

O papel das universidades públicas na visibilização dessas temáticas para a sociedade, de acordo com o reitor da Uneb, professor José Bites, é uma das formas de se combater o racismo institucional.

O Plenarinho ficou lotado.

O evento foi promovido pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em parceria com a Comissão dos Direitos da Mulher e a Comissão Especial da Reparação Racial. O seminário contará ainda com um ciclo de palestras, debates e eventos culturais no Teatro UNEB, na quinta-feira (11), das 8h às 20h. A ação é gratuita e aberta ao público. Mais informações e programação completa no site do evento.

Veja AQUI a galeria de fotos do evento

*Fotos: Marcelo Ferrão/Ascom Dep. Luiza Maia e Ascom Uneb

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*