Comissão da Mulher na ALBA aprova moção de repúdio às declarações de general do Exército

No dia em que o Supremo Tribunal Federal julga o habeas corpus do ex-presidente Lula, deputadas que compõem a Comissão dos Direitos da Mulher do Legislativo baiano repudiaram as declarações do comandante do Exército Brasileiro, general Eduardo Villas Bôas, na manhã desta quarta-feira (04). Para as parlamentares, há uma tentativa de criar um clima de golpe militar no país.

“O ódio a Lula, fomentado diariamente por setores do Judiciário, da mídia, do empresariado e, agora, das Forças Armadas, têm deixado o país num clima de medo e de conspiração, nocivos à Democracia. Não podemos alimentar isto! O general Villas Boas incitou nova ditadura e a Globo, como fez em 1964, reverberou o conclame”, afirmou a deputada Luiza Maia (PT), presidente do colegiado.

As deputadas Maria del Carmen e Neusa Cadore, também petistas, fizeram coro. Para elas, o STF não pode aceitar as chantagens do general e descumprir a Constituição Federal.

 

*Texto/Edição: Freitas

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*