Comissão de Direitos Humanos aprova moção de repúdio à Kannário

A Comissão de Direitos Humanos e Segurança, da Assembleia Legislativa da Bahia, aprovou nesta terça-feira (23), por unanimidade, uma moção de repúdio ao cantor e vereador Igor Kannário, pelo episódio envolvendo uma policial militar na Micareta de Feira de Santana. Titular do colegiado, a deputada Luiza Maia (PT) ressaltou o histórico de Kannário em incitação à violência.

“Não é de hoje que o vereador-cantor comete atos desta natureza. Ele, como edil, deveria saber que desrespeitar uma policial militar em atividade, com um microfone em punho, colocando a população contra, é uma atitude reprovável. Além do repúdio a ele, nos solidarizamos também com a soldada Tainá Gomes”, disse a parlamentar.

Foto: Marcelo Ferrão/Ascom

Luiza Maia falou ainda que o comandante da PM, Cel. Anselmo Brandão, se sensibilizou com a pauta da bancada feminina, que cobrou mais vagas para mulheres no concurso público da corporação. “Das 2.750 vagas, apenas 259 são destinadas para mulheres. Sensível à pauta, o comandante se comprometeu a ver com o governador a ampliação para mais 100 vagas, o que chegaria a 16%”, informou.

 

*Edição/Texto: Freitas

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*