Deputada critica movimento que pede ‘intervenção militar’

“Quem não respeita a democracia e faz apologia à Ditadura Militar não pode ter nosso respeito”. A deputada Luiza Maia (PT) fez duras críticas ao movimento que pede “intervenção militar” no Brasil, na sessão plenária desta terça-feira (03).

Foto: Michel Dória

“Precisamos cuidar da nossa juventude, que tem abraçado esse discurso contra a democracia, machista, racista e homofóbico. Movimento este encabeçado pelo deputado federal Bolsonaro, incentivador do estupro, que se diz candidato à presidência”, afirmou a parlamentar.

Para Luiza Maia, o país vive um momento triste, com uma atmosfera parecida com aquela que resultou no golpe militar de 1964: “Não aceito a ditadura, seja ela qual for”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*