Deputadas baianas aprovam moção de repúdio ao juiz da ‘cura gay’

Uma moção de repúdio ao juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho, devido à liminar que autoriza a terapia de reversão sexual, chamada de “cura gay”, foi aprovada por unanimidade na Comissão dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa da Bahia, nesta quarta-feira (20).

Deputadas Fátima Nunes, Luiza Maia e Mirela Macedo. | Foto: Cadu Freitas

“Nossa sociedade não pode retroceder assim, por um entendimento conservador como este. Este tratamento é proibido pelo Conselho Federal de Psicologia desde 1999, porque doença é o preconceito, o desrespeito, a homofobia, não a homossexualidade”, afirmou a deputada Luiza Maia (PT), presidente do colegiado.

Presidente da Comissão concedendo entrevista à imprensa. | Foto: Cadu Freitas

A atitude do juiz da 14ª Vara do Distrito Federal gerou uma reação em todo o país. No entendimento das deputadas do Legislativo baiano, o repúdio coletivo pode ajudar na reversão desta decisão judicial.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*