Luiza Maia entra com processo no MP contra La Fúria na Lavagem de Arembepe

Fotos: Marcelo Ferrão

“Entreguei a petição pública à promotora, que se mostrou receptiva com a demanda apresentada pelas mulheres camaçarienses que não aceitam a esculhambação e o desrespeito na música. A banda La Fúria, do mesmo dono e substituta da New Hit – a banda dos estupradores -, tem um histórico de baixaria em seu repertório e coreografias e não pode participar de um evento subsidiado com recursos públicos”, disse a parlamentar.

Na ocasião, a promotora destacou que independentemente do bloco ser privado, a festa na qual desfila é mantida com o erário público. Thiara Rusceolelli informou que as providências cabíveis serão tomadas. 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*