Luiza Maia denuncia agressão de ‘golpistas’ à Marcha de Mulheres Negras

O fato ocorreu nesta quarta-feira (18), em Brasília. Os agressores atacaram as mulheres com bombas, garrafas e porretes.

“Este movimento reacionário, de coxinhas brancos e machistas, não pode tripudiar na cara da democracia. Além do absurdo de pedirem a volta do regime militar ao Brasil, agora também são covardes que batem em mulher. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, não pode continuar nesta letargia, não deve permitir essas arbitrariedades”, protestou a parlamentar.

Para ela, tanto o ministro quanto a presidenta Dilma precisam tomar providências contra esse grupo antidemocrático: “Não podemos assistir a um absurdo desses de braços cruzados”. Há informações que um policial civil, que estava junto com os agressores, disparou tiros para o alto e acabou preso pela Polícia Militar. 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*