‘Moro não pode ser seletivo’, diz Luiza Maia sobre Operação Acarajé

A parlamentar fez críticas à nova fase da operação, intitulada ‘Acarajé’, nesta terça-feira (23), no plenário da Assembleia Legislativa.

“Moro, que para mim não passa de um tucano de toga, não pode continuar fazendo investigação de apenas um lado. Ele inclui quem quer e exclui quem quer. Os culpados precisam ser punidos, mas a punição tem que ser para todos, não apenas os petistas ou ligados ao PT”, disse.

A parlamentar não gostou também do uso do nome “Acarajé” na operação da Polícia Federal: “Não podem desgastar, depreciar o desrespeitar um alimento típico da cultura afrobrasileira, com ancestralidade religiosa de importância singular para nosso país”.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*