Parlamentares baianas pedem ‘voto contra Cunha’ à Tia Eron

“Apelamos à coerência que a parlamentar baiana sempre mostrou, sobretudo no episódio da apresentação da Lei Antibaixaria em Salvador, quando foi vereadora da capital. O voto dela pode ser decisivo contra Cunha, que representa o que há de mais retrógrado e baixo na política brasileira”, disse a parlamentar.

Na reunião do colegiado, a comandante da Ronda Maria da Penha, capitã Denice Santiago, apresentou uma minuta de projeto que dispõe sobre o estímulo à indicação para elevação de cargos às policiais militares. As parlamentares também falaram da necessidade de criar novas Deams no estado, para atender à demanda.

“Fiz uma indicação no governo Wagner, para instalação de 16 Deams nas cidades polo. O então governador autorizou a instalação de quatro, mas até agora a Secretaria de Segurança Pública não conseguiu viabilizar”, lembrou a petista. E continuou: “Temos que seguir fazendo pressão para o aumento do número de Deams, pois a Lei Maria da Penha elevou a coragem das mulheres de denunciar a violência doméstica”.

A Comissão aprovou ainda uma visita ao Tribunal de Justiça da Bahia, para pedir punição severa aos integrantes da extinta banda New Hit, condenados pelo estupro coletivo a duas adolescentes no município de Rui Barbosa. Também foi unânime a validação de uma visita ao secretário de Educação, Walter Pinheiro, para tratar da Campanha "Quem Ama Abraça".

Foi aprovada também uma indicação conjunta do coletivo de mulheres do Legislativo para o Poder Executivo criar o ‘Fundo Estadual de Combate à Violência Contra a Mulher’. A proposta original do colegiado era que o Fundo fosse aceito na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), em forma de emenda. Mas a comissão conjunta que analisa a proposta orçamentária do governo rejeitou.

*Texto/Edição: Carlos Eduardo Reis de Freitas

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*