Por unanimidade, deputados rejeitam ação de Paolo Marconi contra Luiza Maia

O plenário da Assembleia Legislativa aprovou, por unanimidade, na noite desta terça-feira (09), requerimento que negou o pedido de licença para prosseguimento da queixa-crime movida pelo conselheiro Paolo Marconi, do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), contra a deputada Luiza Maia (PT). O relator, deputado Zé Raimundo, defendeu que a prerrogativa da imunidade parlamentar deve ser preservada.

Dep. Luiza Maia em entrevista à imprensa, após a votação no plenário. | Foto: Ascom

“Estou contente, pois meus pares entenderam que o que falei, as críticas que fiz, foram no uso das minhas atribuições parlamentares. Além disso, o princípio da independência dos Poderes precisa ser preservado”, afirmou Luiza Maia.

A parlamentar agradeceu ainda o apoio recebido dos presidentes estaduais do PT e PCdoB, da Bancada petista Alba e de todos os deputados, do governo e da oposição.

 

*Edição/Texto: Freitas

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*