AL-BA: líder dos independentes manifesta apoio ao PL de Luiza Maia

Machado disse que não lhe faltam motivos para ser simpático ao PL. “A Constituição Federal nos remete ao princípio da razoabilidade. E não é razoável que o dinheiro público seja instrumento mentor, fomentador da alienação e do preconceito contra as mulheres”, ponderou.

O líder dos independentes na AL-BA falou ainda que o ser feminino “tem sido vulgarizado de forma recorrente”. “Eu sou realmente contra isso. Não quero cercear o direito de criação de ninguém, mas os direitos de criação não podem cercear os meus direitos”.

O parlamentar revelou ainda que, em função de tamanha baixaria, se sente constrangido ao ligar o rádio do seu automóvel na presença das duas filhas. “Que eles até façam essas canções. Eu posso desligar o som do carro a qualquer momento, mas que fiquem impedidos de vender seus shows para serem consumidos através do dinheiro público”, finalizou.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*