Autoridades estrangeiras confirmam presença na posse de Dilma

Às vésperas da posse da presidenta eleita, Dilma Rousseff, as autoridades estrangeiras ainda confirmam as presenças nas cerimônias em Brasília, no dia 1º de janeiro. Até a última segunda-feira, o Ministério das Relações Exteriores contabilizava 47 confirmações de autoridades estrangeiras – a maioria de países latino-americanos e africanos.

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, enviará como seu representante o chanceler Héctor Timerman.

Os presidentes do Uruguai, da Costa Rica, de El Salvador, da Guatemala, da Venezuela, da Bolívia e do Paraguai, entre outros, além da secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, o príncipe das Astúrias Felipe da Espanha e o primeiro-ministro da Coreia do Sul, Chung Un-chan, confirmaram que virão para a solenidade em Brasília. Representantes de países africanos e europeus também já enviaram comunicados.

Os últimos detalhes para as três cerimônias – no Congresso Nacional, no Palácio do Planalto e no Itamaraty – estão em fase final. Para a recepção aos convidados, no Itamaraty, será servido um coquetel. O vinho escolhido é da vinícola gaúcha Casa Valduga, que venceu a licitação feita pelo Ministério das Relações Exteriores. A empresa é sediada em Bento Gonçalves, a 120 quilômetros da capital do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

As solenidades de posse começam às 14h30, do próximo sábado, com um desfile em carro aberto ou fechado – que será a opção em caso de chuva. A presidente eleita e o vice-presidente eleito, Michel Temer, desfilarão pelas ruas de Brasília. Dilma passará pelo Congresso Nacional e pelo Palácio do Planalto e, por último, recepcionará os convidados brasileiros e estrangeiros no Itamaraty. A previsão inicial é que as festas acabem por volta das 21h.

 

Agência Brasil

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*