Brasil continuará investindo em geração de emprego e distribuição de renda

FOTO: Reprodução
FOTO: Reprodução

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a manutenção dos investimentos do governo para impulsionar a economia neste momento de crise. Ele se declarou otimista em relação à segunda metade deste ano.

“Neste momento em que o mundo vive essa crise causada pelos países ricos, é importante que a gente gaste o que tiver que gastar em investimentos para que a gente possa fazer fluir os recursos, gerar empregos, gerar distribuição de renda e gerar crescimento econômico para este país”, disse Lula, que participou da inauguração de uma unidade de propeno da Petrobras, em Paulínea (SP).

“Vocês viram o José Sérgio [Gabrielli, presidente da estatal] dizer agora que os investimentos deles, nesse primeiro trimestre, cresceram 41% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, que era um ano de ouro da economia brasileira. A economia estava crescendo 6%, e hoje a Petrobras, em crise, está investindo 41% a mais do que investiu naquele momento”, destacou Lula.

Segundo Lula, os últimos dois trimestres (o último de 2008 e o primeiro de 2009) foram “muito delicados” porque as indústrias – e citou a automobilística – pararam a produção para desovar estoque. Para Lula, houve quem tentou tirar proveito da crise.

“É muito engraçado, porque logo no começo do ano, quando nós fizemos a isenção do IPI, a indústria automobilística começou a produzir e o povo teve que ficar na fila para comprar carro. (…) Por quê? Porque em vez de produzir no final do primeiro trimestre e no começo do segundo trimestre, eles fizeram a opção, primeiro, de desovar o seu estoque, que era muito grande”, disse o presidente.

RECUPERAÇÃO

Lula destacou que vários setores da economia já começam a dar sinais de recuperação para o segundo trimestre deste ano, nos meses de abril, maio e junho. “Certamente, isso vai melhorando até chegar ao final do ano em uma situação melhor, e a gente começar 2010 em uma situação infinitamente melhor. Isso só está acontecendo porque a gente não parou”, disse.

O presidente também voltou a pedir ousadia dos empresários, defendeu medidas para a sustentação do consumo, como a redução de IPI para alguns eletrodomésticos, e se disse otimista.

“Eu estou, particularmente, tão otimista agora como eu estava em julho do ano passado, em dezembro do ano passado, porque eu acho que é exatamente em época de crise que a gente mostra quem é quem, é em época de crise que a gente mostra se tem competência ou não tem competência para fazer as coisas”, disse.

Site do PT

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*