Caso Daniel Dantas: Acusado pode ter mais gado do que suspeita a PF

FOTO: Reprodução
FOTO: Reprodução

Há mais gado nas fazendas ligadas ao banqueiro Daniel Dantas, do grupo Opportunity, do que acredita o Ministério Público Federal. É o que indicam documentos de vacinação de rebanho registrados na Agência de Desenvolvimento da Agropecuária do Pará (Adepará). Em 4 das 27 propriedades sequestradas pela Justiça Federal nesta semana, o número de cabeças de boi em 2008 era 27% superior ao que consta em registro feito pela Agropecuária Santa Bárbara Xinguara, controlada por Dantas.

Os documentos, anexados ao relatório da Polícia Federal, serviram de base para o sequestro dos 453 mil bois pertencentes ao grupo. Para a PF e a procuradoria, as fazendas e o gado foram negociados por Dantas nos últimos três anos para lavagem de dinheiro. Os controladores seriam sua irmã Verônica Dantas e seu ex-cunhado Carlos Rodenburg. Vinte e três fazendas estão no Pará. São imensas áreas de terra, quase todas com irregularidades fundiárias. Duas ficam em Mato Grosso, uma em Minas e uma em São Paulo. Apesar do sequestro de 27 nesta semana, tabela da própria empresa anexada ao inquérito lista 43 fazendas no grupo.

O Estado esteve na região das principais propriedades de Dantas. A Fazenda Cedro é a maior e mais bonita, com outras três menores anexas – Ouro Indiano, Plantel e Rancho Americano. No relatório da PF há um quadro, elaborado pela Agropecuária Santa Bárbara Xinguara, com o título Resumo geral mapa de gado por categoria de animal. Ali estão listados cinco conjuntos de propriedades e o total de cabeças de gado em fevereiro de 2008. Na Cedro e em suas anexas o número registrado é de 14.953. A quantidade, no entanto, não confere com os registros oficiais da unidade da Adepará de Marabá, onde obrigatoriamente são lançadas as compras de vacina de cada ano. As notas fiscais de compra de vacina dão conta de 19.133 unidades adquiridas em 2008 ou 4.180 cabeças de gado a mais.

O Estado de S. Paulo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*