Conheça a relação entre “Um Sanatório para Freud” e Luiza Maia

O espetáculo “Um sanatório para Freud”, encenado no último final de semana no teatro da Cidade do Saber Professor Raymundo Pinheiro, foi um sucesso de público e crítica. Dirigida por Ivanildo Antonio e montada com atores locais, a história gira em torno das atrocidades cometidas pela Ditadura Militar que comandou o país entre 1964 e 1985.

No entanto, segundo Ivanildo Antonio, um fato acontecido em Camaçari no final dos anos 70 foi o grande elemento que motivou o espetáculo- encenado no teatro Magalhães Neto na década de 90-. Ele disse que havia uma ocupação de casas na Gleba B, reprimida violentamente pela Polícia, até que uma mulher se colocou em frente a um dos barracos e disse que a ação só prosseguiria se passassem por cima dela.

“A mulher em questão era Luiza Maia, que, como era de costume na época, foi agredida pela repressão mas não arredou o pé da luta, o que não fez, aliás, até hoje”, contou Ivanildo sob olhares atentos da platéia.
 

Assessoria

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*