Dilma desfilará sozinha em carro aberto no dia da posse

No desfile em carro aberto no dia de sua posse na Presidência da República, Dilma Rousseff não terá a companhia de nenhum familiar. A presidente eleita comunicou ao cerimonial responsável pela posse que não pretende desfilar no Rolls-Royce presidencial acompanhada da mãe ou da filha.

Tradicionalmente, o presidente desfila ao lado da mulher pela Esplanada dos Ministérios. Como Dilma não é casada, a petista preferiu estar sozinha nos minutos que antecedem sua posse no cargo.

Em outro carro aberto, logo atrás de Dilma, o vice-presidente Michel Temer vai desfilar acompanhado da esposa. Todos ganharam sósias neste domingo, durante o ensaio-geral da posse realizado na Esplanada dos Ministérios.

O cerimonial vai deixar à disposição dois carros fechados caso haja chuva na capital federal no dia da posse. Da Catedral, Dilma e Temer seguirão em desfile até o Congresso, onde serão oficialmente empossados.

Em seguida, eles vão para o Palácio do Planalto –onde serão recebidos pelo presidente Lula. O petista vai passar a faixa presidencial no parlatório do Palácio, mas a cerimônia pode ser transferida para o interior do prédio se chover. Além de Lula, Dilma, Temer e as respectivas esposas, a presença do vice-presidente José Alencar é esperada pelo cerimonial –embora ele esteja internado em estado grave no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Dilma encerra os eventos da posse no Palácio do Itamaraty, onde será oferecido coquetel aos convidados presentes no evento. Até agora, 12 chefes de Estado já confirmaram presença na posse –a maioria de países da América do Sul. A expectativa do Ministério das Relações Exteriores é que 30 autoridades internacionais estejam presentes na posse, entre elas a Secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton.

No ensaio deste domingo, o imprevisto esteve em torno do Rolls-Royce –que demorou a pegar. Segundo o coronel Carlos José Penteado, do Comando do Planalto, os ensaios vão evitar imprevistos no dia da posse. "Todos os problemas serão levantados para não acontecerem no dia", afirmou.

ESCOLTA

No desfile em carro aberto pela Esplanada, Dilma será escoltada por seis mulheres agentes da Polícia Federal. A escolha foi da própria presidente eleita. "Agora temos uma presidente mulher e queremos fazer com que as mulheres estejam mais presentes", disse o coordenador do cerimonial do Itamaraty, Jorge Prata.
Para evitar acidentes, os cavalos que vão acompanhar o cortejo presidencial ficarão afastados do carro. A expectativa do cerimonial é que 20 mil pessoas acompanhem as festividades.

Prata sugeriu que Dilma deixe um segundo vestido guardado no Palácio para ser usado no coquetel –já que a petista vai enfrentar uma maratona de eventos antes de chegar ao prédio. "Eu não sei se ela vai seguir minha sugestão, mas é uma ideia", afirmou.

Cerca de três mil pessoas vão trabalhar nos eventos da posse, entre seguranças, cerimonial e servidores. A PF deslocou 600 agentes para trabalhar no próximo sábado. Serão posicionados atiradores de elite ao longo da Esplanada para garantir a segurança de Dilma e Temer.

 

Folha Online.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*