Dilma tende a seguir com Mantega e mudar Receita

A presidente eleita, Dilma Rousseff, tende a aceitar a sugestão de Lula e manter Guido Mantega no Ministério da Fazenda, mas vai mudar sua equipe de auxiliares, informa reportagem de Valdo Cruz e Natuza Nery, publicada na edição desta quarta-feira da Folha.

A presidente eleita quer escolher diretamente os nomes para comandar a Receita e o Tesouro Nacional.

Ela disse a auxiliares que Mantega é o favorito graças ao desempenho no combate à crise econômica internacional, mas faz alguns reparos.

Para Dilma, o ministro não conseguiu controlar a Receita no caso da quebra de sigilo fiscal dos tucanos e deixou de adotar medidas de redução de gastos públicos.

Por isso, mantendo Mantega, ela vai substituir o secretário da Receita, Otacílio Cartaxo. Ela quer blindar o órgão contra crises e acabar com disputas internas.

Cartaxo está queimado no Palácio do Planalto por conta da condução das investigações da quebra de sigilo do tucano Eduardo Jorge e de amigos e familiares de José Serra, episódio que desgastou Dilma na campanha.

 

Folha Online.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*