Emenda de Luiza que beneficia mulheres foi incorporada a LDO

Os dois colegiados aprovaram apenas uma emenda, de autoria de Luiza Maia (PT), ao texto original da proposição enviada aos parlamentares, no final do mês passado, pelo Poder Executivo.

O único “reparo” incorporado ao projeto da LDO versa sobre a inclusão de entidades – sem fins lucrativos – que atuam no auxílio às mulheres carentes no rol prioritário das instituições aptas a receber recursos governamentais.

Outras quatro emendas, todas assinadas pela bancada de oposição, foram rejeitadas. A LDO, segundo prevê o regimento interno da AL-BA, deve ser votada em plenário antes do recesso do meio ano, que normalmente ocorre até o dia 30 de junho.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*