Juventude se prepara para a segunda Conferência Nacional

 

Segundo o secretário nacional de juventude do PT, Valdemir Pascoal, o momento será oportuno para delinear um novo rumo nas ações de governo para os jovens. “A segunda Conferência é um espaço único de protagonismo que a juventude do Partido dos Trabalhadores vai poder oferecer. É um momento histórico, de uma amplitude intelectual para nossas bases, para os nossos estados e municípios participarem de uma forma intelectual muito ampla e gigantesca para esse momento”.

O presidente do conselho nacional de juventude, Gabriel Medina, desta alguns pontos que deverão ser debatidos. “Queremos incluir os jovens brasileiros nessa agenda de desenvolvimento sustentável, que inclua a juventude não só como mão-de-obra para o desenvolvimento do país, mas também assegurando seus direitos. O direito a mobilidade urbana, o direito ao acesso às políticas públicas de educação, cultura, trabalho decente para a juventude, em fim acesso ao esporte, ao lazer. São todas essas pautas que vão estar sendo construídas na Conferência”.

Como resultado da Conferência a expectativa também para mudanças nas ações do governo. “A gente espera que essa Conferência de indicações muito claras para que a gente consiga avançar nos marcos legais do país. Que a gente consiga aprovar um estatuto da juventude que assegure seus direitos, um plano nacional de juventude, que consiga apontar as metas do estado brasileiro para o desenvolvimento das políticas públicas, e a gente coloque essa agenda num outro patamar”.

Medina ressalta ainda que a primeira Conferência contou com total apoio do governo. “Tivemos a primeira em 2008 com o presidente Lula, e reuniu cerca de 400 mil jovens em todo o Brasil, onde nós levantamos as bandeiras do conjunto dos movimentos, das ações, e jovens de todo o país. E essa segunda Conferência Nacional nós temos o desafio de colocar a agenda e a pauta da juventude no projeto de desenvolvimento nacional”.

Como ainda faltam alguns meses para o evento, as lideranças petistas sugerem que os jovens se organizem, para apresentar e debater. “Nesse momento de mobilização queremos fazer um chamado aos jovens que se organizam nas comunidades, nos bairros, nos movimentos culturais, esportivos, estudantis, sindical ou para estar vindo para essa Conferência ajudando a pensar quais são os desafios, as demandas da juventude brasileira para o próximo período”.

(Redação Portal do PT)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*