Luiza caminha com MST e diz que agronegócio trava avanço da reforma agrária

“Quem segura a produção de alimentos é a agricultura familiar. Temos que dar apoio ao MST na luta para a democratização das terras. Não podemos deixar que uma parcela de proprietários domine tudo”, disse Luiza durante ato de mobilização dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, na praça Abrantes em Camaçari nesta segunda-feira (8).

A deputada chegou a caminhar junto com a Marcha dos Sem Terra, que saiu de Camaçari em direção a Salvador. Para Luiza a reforma agrária significa um modelo de agricultura que preserva o meio ambiente, que prioriza a geração de empregos , a produção de alimentos saudáveis e o fim da violência contra os sem terra.

“Tenho maior respeito pela presidenta Dilma, mas é preciso ter um olhar diferente para a reforma agrária. Tem pessoas vivendo a mais de 15 anos embaixo da lona preta, esperando que a reforma seja feita e o Brasil fica com essa estúpida concentração de terras na mão de poucos”, resume.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*