Luiza Maia eleva o tom e não descarta ato público contra volta da New Hit aos palcos

Em discurso, na tarde desta segunda-feira (19/11), a petista elevou o tom ao criticar a investida do conjunto para voltar aos holofotes. “Quer dizer que os estupradores, conforme foi confirmado através de perícia, podem sair por aí dizendo que são injustiçados, posando de santos e cantando como se nada tivesse acontecido?”, indagou, completando que, enquanto isso, as meninas estão “aprisionadas”, com traumas e vivendo em outro estado em um programa de proteção a vítimas de violência.

Luiza Maia não descartou a possibilidade de fazer um ato público de repúdio nas imediações do show que a New Hit fará em Feira de Santana. Ela chegou, inclusive, a pedir em plenário o apoio dos deputados Carlos Geilson (PTN), Fátima Nunes (PT), coordenadora da Bancada Feminina da AL-BA, e Graça Pimenta (PR).

A parlamentar concluiu lembrando que o Movimento Negra Zeferina da Marcha Mundial de Mulheres realizou protesto recentemente em frente a casa onde o cantor da banda descansava em Guarajuba, no litoral de Camaçari. “Não está descartada atitude semelhante em Feira”, finalizou.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*