LUIZA NA MÍDIA: Luiza Maia discorda do Supremo

Surpresa pela recente decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que contraria a Lei Maria da Penha ao punir agressores de mulheres com penas alternativas, a deutada estadual Luiza Maia (PT) avalia que a atitude da Corte está na contramão da história. "O direito existe para proteger as vítimas; não os agressores". A deputada disse ainda que, se necessário, pedirá ajuda a outras deputadas, à primeira dama Fátima Mendonça e a militantes do movimento feminista para representar contra a decisão do STJ no Conselho Nacional de Justiça em Brasília (DF).

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*