Lula da Silva diz que Partido dos Trabalhadores continua forte

FOTO: reprodução
FOTO: reprodução

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira (20), durante entrevista a emissoras de rádio do Rio Grande do Norte, que os episódios envolvendo nos últimos dias os senadores Aloizio Mercadante, Marina Silva e Flávio Arns não enfraquecem o PT nem colocam o partido em crise.

“Não vejo crise no PT (…). O PT continua forte e continua com muitas possibilidades”, disse.

Lula falou de sua relação histórica com Marina e desejou-lhe sorte no novo caminho.

“Conheço a Marina há 30 anos. Não são 30 dias. A Marina foi minha ministra até quando ela quis. E saiu porque ela pediu demissão. Se a pessoa quer sair de um partido, não está confortável, acho que é um direito da pessoa. A minha relação com a Marina não muda absolutamente nada. Eu continuo gostando dela, continuo achando um quadro extraordinário. Mas se ela quis fazer uma opção e não me procurou para conversar, ela estava com a opção feita. Da mesma forma que ela veio para o PT, ela pode sair do PT. Isso vale para mim, vale para qualquer um de nós. Saiu porque quis sair. Espero que ela tenha sorte. Espero que tudo o que ela planeje dê certo na vida porque eu quero muito bem a Marina”.

Sobre Flávio Arns lembrou que ele é um senador de primeiro mandato que sempre foi “muito encrencado” com o PT.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*