Não está longe o dia em que brasileiros não precisarão mais emigrar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira (3) que “não está longe” o dia em que os brasileiros não precisarão mais emigrar em busca de melhor condição de vida. A afirmação foi feita durante a posse dos membros do Conselho de Representantes dos Brasileiros no Exterior, no Palácio Itamaraty, no Rio.

“Sonho que não está longe o dia em que só estará no exterior, o brasileiro que quiser estar no exterior. Ele não estará mais fora, fugindo daquele tempo tenebroso em que nós passamos 20 anos sem gerar emprego em lugar nenhum desse país. Muitos de vocês foram embora para garantir o direito de comer outra vez. Esse país está pronto para garantir o direito de comer a todos os brasileiros aqui dentro do Brasil”, ressaltou.

Segundo Lula, o Brasil oferece atualmente mais oportunidades do que muitos países ricos. Ele disse que, se a economia brasileira continuar crescendo, “não faltará lugar para que os brasileiros retornem do exterior”. Hoje, cerca de 3 milhões de brasileiros vivem em outros países, segundo o Ministério das Relações Exteriores.

O presidente também disse que é preciso que os países respeitem os imigrantes e citou, como exemplo, o Brasil que, no auge da crise econômica, em 2008 e 2009, legalizou 150 mil estrangeiros ilegais, como paraguaios e bolivianos.

“Quando na crise econômica de 2008, alguns países europeus começaram a perseguir os imigrantes, aqui no Brasil nós legalizamos mais de 150 mil paraguaios e bolivianos, para dizer que nós não vamos resolver o problema da incapacidade de governança dos dirigentes, jogando a culpa nos coitados dos imigrantes”, afirmou o presidente.

Lula voltou a fazer um balanço de seu governo, dizendo que não deixou nenhuma “herança maldita” para a presidenta eleita, Dilma Rousseff, e que ele jamais imaginou que o Brasil estaria numa posição tão privilegiada como neste momento.

 

Folha Online.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*