Obras da variante ferroviária vão gerar 2 mil empregos diretos no Município

As obras para construção da nova variante ferroviária gerará mais de 2 mil empregos diretos e irá melhorar o sistema de transporte ferroviário, com a redução do tempo gasto no trajeto do Pólo Industrial ao Porto de Aratu, que atualmente leva mais de um hora para ser realizado.

“Com a construção do anel ferroviário o percurso será realizado em menos de 20 minutos”, é o que garante o diretor de Infraestrutura Ferroviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Geraldo Lourenço Neto.

A obra terá a ordem de serviço assinada na segunda-feira (22/11), às 10h, na Cidade do Saber. O evento contará com a presença do ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, do governador do Estado, Jaques Wagner, do prefeito Luiz Caetano, bem como o presidente do Dnit, Luiz Antônio Pagot, e diretor de Infraestrutura Ferroviária do órgão, Geraldo Lourenço.

A construção da nova variante ferroviária é uma importante obra do Município e permitirá a retirada da linha férrea do Centro da cidade, o que proporcionará mais segurança à população, visto que não mais ocorrerá o transporte de cargas de alta toxidade pelo local.

Dentro do projeto de implantação da nova variante ferroviária estão previstas a construção de três viadutos, um rodoviário e dois ferroviários, duas passagens superiores e duas inferiores, além de uma ponte. As intervenções serão realizadas na BR-324, BA-093, Canal de Tráfego e nas vias internas do Pólo Industrial.

A assinatura da ordem de serviço contará também com as presenças do secretário Extraordinário de Articulação com o Estado e a União, de Camaçari, Joelson Meira, e do coordenador municipal de Captação de Recursos com a União, Hindemburgo Teles.

 

Ascom PMC.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*