PAC avança no país e Lula deixa “herança bendita”

Das obras previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para rodovias, hidrovias, ferrovias e portos, 70% foram concluídas até o final de outubro. Além disso, o PAC deve fechar 2010 com 94,1% dos recursos executados, o equivalente a R$ 619 bilhões. Até o dia 31 de outubro, foram investidos 84% do total previsto (referente a R$ 559,6 bilhões).

Os dados constam do balanço dos últimos quatro anos de PAC divulgados nesta quinta-feira (8), em Brasília.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva participou do evento e falou sobre a importância do PAC no desenvolvimento econômico do país. "Muitas vezes, as manchetes colocavam em dúvida o sucesso do PAC. Mas, ouso dizer que, possivelmente, somente a China no mundo hoje tem a quantidade de obras em andamento que tem o Brasil", disse Lula.

O líder da bancada do PT na Câmara, deputado Fernando Ferro (PE), disse que o balanço do PAC divulgado hoje confirma que o Brasil está no rumo certo. "Estamos num processo de crescimento e desenvolvimento comprovado pela geração de emprego, pela dinâmica da economia e que é resultado desse Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). Estamos confirmando a correção do governo em estabelecer esse plano, que promove o desenvolvimento sustentável da economia brasileira, num momento em que a maioria dos países enfrenta dificuldades", disse Ferro.

Fernando Ferro acrescentou ainda que o balanço do PAC "desmente completamente o discurso da oposição que, por ocasião da recente disputa eleitoral, falava que o PAC era uma ficção".

Na avaliação do líder do PT, o presidente Lula encerra o seu mandato deixando uma "herança bendita" para Dilma Rousseff. "Sem dúvida que são bases sustentadas de crescimento econômico e já é um patamar privilegiado para continuar esse ciclo de crescimento que estamos verificando nestes oito anos de governo Lula. Não tenho duvidas de que a presidenta Dilma encontrará o país em otimas condições para poder aprofundar as conquistas e continuar o processo de crescimento de nossa economia", ressaltou Fernando Ferro.

Dados – Nos últimos quatro anos, as obras finalizadas do PAC totalizaram R$ 444 milhões até dezembro deste ano. O resultado equivale a 82% dos R$ 541,8 bilhões em investimentos previstos. Ao todo, 73% dos valores previstos para as 1.651 ações monitoradas já foram aplicados e 23% encontram-se em estágio de execução adequada. Apenas 3% dos valores merecem atenção e 1% em estão em situação preocupante.

A previsão é de que, até o final do ano, 6.377 quilômetros de estradas estejam concluídas, sendo 1.306 quilômetros de duplicação e/ou adequação; 1.789 de pavimentação e/ou construção. Ao todo, 3.282 quilômetros terão sido concedidos à iniciativa privada.

 

PT na Câmara.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*