Participação popular marcou os últimos dois anos na Câmara

Ascom Câmara
Ascom Câmara

A criação da TV Câmara, o projeto que isenta doadores de sangue nos concursos públicos municipais e a inclusão da capoeira no currículo escolar são algumas marcas deixadas pelos vereadores que compuseram a 15ª legislatura.

Com uma gestão voltada para o tripé democracia, participação popular e transparência, o Legislativo de Camaçari realizou nos últimos dois anos 122 sessões ordinárias, onde foram apresentadas, ao todo, 1.082 proposições, entre requerimentos, projetos de lei e de resolução, moções e indicações.

As sessões especiais e as audiências públicas também ganharam destaque especial com a atual presidência da Casa. Somente entre fevereiro e dezembro de 2008, aconteceram 20 atividades específicas para debater temas como consciência negra, meio ambiente e a violência contra a mulher.

Nos quesitos transparência e controle social, a Câmara também deu um salto qualitativo com a implantação da sua própria emissora de televisão, levando – em tempo real – o trabalho dos vereadores para um público potencial de mais de 30 mil pessoas.

O Projeto Observatório Parlamentar da Juventude, voltado para a potencialização da consciência crítica nos estudantes do ensino médio, capacitou e semeou cidadania em 30 adolescentes. Ano que vem, a iniciativa será ampliada e também vai incorporar jovens de escolas particulares .

Outro grande avanço foi a recente aprovação do novo regimento interno, que inclui, entre outras coisas, o funcionamento da Tribuna Cidadã.

Redação Ascom Câmara

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*