Suíca e Luiza Maia voltam a defender o voto aberto

O edil se defendeu da acusação de ter votado a favor de João: “Aprovar as contas seria aprovar a administração de João Henrique”, se defende. Segundo ele, o que houve foi uma manobra da base aliada à ACM Neto, que teria sido liberada por ele para votar a favor. “A Metropole cometeu um equivoco muito grande ao divulgar a lista”, disse Suíca.

“Hoje aparece muito vereador que defende o voto aberto, só no discurso. Se já tivéssemos o voto aberto não cairíamos nessa armadilha”, afirmou ao se referir ao episódio.

A deputada Luiza Maia, também defendeu o voto aberto na Assembleia Legislativa. Segundo a deputada, apenas 8 deputados votaram a favor quando ela colocou a pauta de votação. “Não entra na minha cabeça que um deputado um vereador vote secretamente”, lamentou. Luiza prometeu que vai colocar novamente a proposta para ser votada na Assembleia.

 

 

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*